Visto para Portugal: Situações em Que Portugal Exige, Categorias e Tipos

visto para portugal 2022

Portugal realmente é um destino de se apaixonar, a ponto até de querer morar nesse país. E para os estrangeiros então, o visto, é indispensável para sua permanência.

Pode até parecer burocráticos os processo para conseguir esse documento, porém com as ferramentas certas tudo se torna mais fácil. 

Por isso, você irá descobrir o passo a passo de como conseguir o visto para Portugal e iniciar essa nova fase. Confira!

Afinal, brasileiro precisa de visto para Portugal?

Essa dúvida geralmente surge porque a maioria já sabe que Brasil e Portugal possuem alguns tratados de acesso de pessoas. 

Isso é realmente verdade, mas a resposta certa para essa pergunta é que brasileiros precisam de visto dependendo da intenção da sua viagem. Se você for a Portugal a passeio, como turista você tem o direito de ficar até 90 dias no país.

Mas se você viajar com a intenção de permanecer em Portugal, seja por tempo determinado ou não, é necessário que se solicite o visto. Isso porque depois desses três meses já é considerado permanência inlegal caso não se tenha o documento. 

Situações em que Portugal exige visto

Como já citamos, Portugal exige o visto, somente quando a intenção da pessoa não é apenas turistar no país. Seja para morar, estudar ou trabalhar, é necessário que se tenha o documento.

Muitos pensam que se for exercer algumas dessas tarefas mas dentro do tempo de 3 meses o visto não será preciso, porém isso é uma mentira. Portugal exige o visto para qualquer circunstância além do turismo.

Sendo assim, também existem vários tipos de visto e com certeza um irá melhor atender às suas demandas. Com diferentes requisitos de permanência que irão garantir sua segurança como imigrante no país.

Categorias de vistos para Portugal

Existem alguns tipos de visto para Portugal, os quais se encaixam de acordo com as circunstâncias de cada pessoa.

É importante que depois da decisão de se mudar, você analise qual visto é perfeito para sua demanda, dessa forma você garante que sua permanência e mobilidade no país seja mais fácil.

Dessa maneira, os vistos são classificados de acordo com a validade de permanência. Por exemplo, alguns vistos são considerados de curta ou longa permanência.

Com isso, separamos os 3 tipos de visto mais procurados pelos futuros moradores das terras portuguesas.

Visto Schengen

Quanto custa para tirar visto para Portugal

O tipo de visto Schengen permite que o estrangeiro fique em Portugal no período de um trimestre.

Algo muito interessante é que para os brasileiros e naturalizados, não há necessidade de possuir esse visto para ficar nesse intervalo de tempo em Portugal.

Basta somente seu passaporte para que você consiga ficar com total acesso durante os 3 meses no país. 

Mesmo sendo considerado um visto de curto prazo, pode ser muito interessante para aqueles que desejam fazer uma viagem bastante proveitosa no território portugues.   

Visto Temporário

O visto de estada temporária é perfeito para aqueles que precisam permanecer um tempo mais do que 90 dias, mas inferior a 12 meses. Então esse visto tem validade de um ano.

Ele pode ser muito útil para diversas ocasiões. Para quem precisa de fazer tratamento médico ou ser acompanhante de quem está fazendo o tratamento, para aqueles que desejam fazer cursos pequenos de formação profissional ou até mesmo para alguns intercâmbios.

O visto para Portugal também é indicado para pessoas que exercem serviços temporários em algumas empresas ou  trabalhos independentes. É ideal também para atividades extracurriculares e esportivas.

Visto de Residência

passaporte e visto para portugal

Agora se seu objetivo é uma estadia mais longa, o visto para Portugal que melhor irá te atender é o residencial.

Esse visto é para as pessoas que desejam ficar no país em um período superior a um ano. Sendo ótimo para se o objetivo é conseguir estabelecer mais raízes em Portugal.

Porém ele não é o mesmo do que ter a nacionalidade portuguesa, mesmo que com esse visto você consiga trabalhar e estabelecer laços mais fortes com o território. 

Leia também: EuroTrip: Dicas de Como Fazer Uma Viagem Pela Europa

Como solicitar o seu visto para Portugal – Passo a Passo

Mas como tirar o visto para Portugal? Seguir passo a passo é importantíssimo para garantir que você consiga obter o visto sem mais burocracias. E de forma bem explicativa, segmentamos cada etapa desse processo.

Acesse o site da VFS Global

O primeiro passo para tirar o visto para Portugal, é feito totalmente online, por meio do site VFS Global. Com esse acesso você dá início a solicitação do documento.

Todo site é composto de páginas bem intuitivas e direcionadas, tornando a muito mais fácil e dinâmico o pedido do visto. 

Escolha o tipo de visto adequado

Logo depois, é importante se atentar a qual visto é ideal para suas demandas. E a observação mais importante, que deve ser feita, é se o tipo de visto escolhido tem uma validade de permanência suficiente para você. 

Sendo que na própria página inicial do site, existe a opção de saber quais são os tipos de vistos disponíveis para Portugal.

Junte todos os documentos conforme o pedido

Os documentos necessários para solicitação do visto para Portugal, ficam disponibilizados em uma lista no site do VFS Global. Sendo que essa lista é específica de acordo com cada tipo de visto.

É importante seguir todas as orientações exigidas, o número de cópias, quantidade de fotos e se os documentos precisam ser originais ou não. Para evitar eventuais transtornos. 

Preencha e assine o Formulário de Pedido

No site você encontrará um Formulário, que deve ser preenchido com total veracidade e por completo.

Nele você precisará disponibilizar informações pessoais de registo, como também de moradia e ao final sua assinatura.

Faça o pagamento das taxas

O pagamento das taxas para ter o visto para Portugal é uma etapa importantíssima do processo. Até mesmo porque somente para visto de pessoas que realizam trabalhos docentes no país são isentos dessas taxas.

A taxa completa é de R$ 723,92, e esse valor deve ser depositado diretamente na boca do caixa – dados bancários disponíveis no site- ou por transferência bancaria, meio PIX.

Envie toda a documentação organizada

visto portugal para brasileiros

Toda documentação deve ser enviada de forma organizada e segmentada como proposto no checklist, é importante que se faça pelo menos uma cópia de cada documento.

Esses documentos podem ser enviados aos postos de análise por meio dos correios ou entregues pessoalmente. Sendo que as cidades que possuem essas sedes são São Paulo/SP, Brasília/DF, Rio de Janeiro/ RJ, Nova Lima/MG e Salvador/BA.

Confira ainda: Como funciona o Roaming na União Europeia e Como Economizar

Principais tipos de visto para Portugal

Além das três categorias de vistos para Portugal, existem mais algumas subclassificações, que são específicas para algumas funções. Isso porque dependendo do que se irá exercer no país, a regulamentação precisa ser bem classificada.

Visto D7 – Rendas próprias

O visto D7 é para aquelas pessoas que possuem rendas próprias. Porém, esse visto para Portugal depende de alguns requisitos. Para que uma pessoa consiga esse visto, ela precisa ter rendas fixas e próprias, aposentados, pessoas que possuem renda por imóveis e estabelecimentos, como também aqueles que são investidores e conseguem ter altos valores. 

Para que esse visto seja solicitado é preciso que a pessoa comprove no mínimo uma renda específica. Portugal pede o valor de um salário mínimo portugues (705 euros), em uma conta bancária portuguesa, respectivo a um ano. Mas existem variáveis para a quantidade de pessoas se for uma família.

Se for somente um adulto é necessário 100% do valor de um salário mínimo português, se forem dois adultos, cada um deve ter  50% do valor e a cada criança é preciso 30%. Lembrando que isso é mínimo para que se consiga o visto D7, se possuir mais que esses valores é importante que ele também entre na cotação. 

Visto D4 – Estudo

O visto de estudante é chamado de visto D4, é como ele que é permitido que estrangeiros estudem em Portugal. E ele é preciso tanto para os que vão ingressar em uma universidade ou cursos longos de intercâmbios e até mesmo cursos de complementação de currículos.

É necessário que para a solicitação o estudante, comprove algumas rendas básicas, para que o país saiba quem irá o sustentar, podendo ser um indivíduo ou até mesmo uma instituição. Sendo imprescindível também os documentos de comprovação da rede de ensino, como uma carta de aprovação da instituição. 

Vale ressaltar que esse visto é somente para os estudos que irão precisar de ficar mais de um ano em Portugal, se for o caso dos estudos levar menos que isso o ideal é o visto de estada temporária  

Visto de trabalho 

Se sua intenção é iniciar uma vida profissional em Portugal, o visto de trabalho é o melhor para você. Com ele você garante que irá exercer funções trabalhistas no país totalmente legalizadas.

Mas algo que vale se atentar é que para a solicitação desse tipo de visto é necessário que se tenha já algo em vista. É preciso que se tenha um comprovante de contratação ou uma promessa de contratação. Isso para certificar que você irá realmente ser contratado em Portugal. Sendo assim, com todos os documentos reunidos basta enviar para a solicitação do visto.  

Visto D2 –  Para empreendedor

visto para portugal valor

Se você for empreendedor e deseja ingressar em Portugal, o visto certo para você é o D2. Para que consiga algumas burocracias são necessárias. Isso porque o país exige uma comprovação de que seu negócio é relevante no novo local.

Portugal também pede para solicitação do visto de empreendedor, que se tenha a comprovação financeira, de sustentação do negócio no Brasil. E também, condição de sustentação pessoal do empreendedor como também para o iniciação e estabilização da empresa em Portugal. 

Visto D3 – Profissionais altamente qualificados

O visto D3 é bem específico, são para pessoas que são profissionais de alta qualificação. Com esse visto é garantida a estadia do mesmo por tempo de exercício da função. Sendo que os profissionais que são considerados são das áreas de TI, saúde,engenheiros, áreas científicas, especialistas entre outros.

Profissionais que são de cargos altos como, chefes, gerentes gerais e direção empresarial e administração superior e todos que são considerados mais elevados em responsabilidades gerais, também podem fazer a solicitação do visto D3.

StartUP Visa –  imigrantes que queiram abrir uma empresa inovadora

Se você tem uma ideia inovadora e quer levar para Portugal, você precisa do visto de StartUp Visa. Esse visto é específico para pessoas que tenham empresas inovadoras no mercado.

Para consegui-lo é um pouco diferente dos demais, antes da solicitação você deve enviar o projeto da ideia da empresa ao IAPMEI que é a Agência para a Competitividade e Inovação de Portugal. E com a aprovação desse órgão é possível conseguir o visto e começar a ingressar com o seu empreendimento inovador em Portugal.

Conclusão

Para grandes decisões é necessário além de coragem está bem informado, por isso sabemos que com essas informações ficou mais fácil tirar seu visto para Portugal.

E é assim que a América Chip tem o compromisso de te levar cada vez mais longe, por meio da comunicação, fazendo você alcançar seus objetivos.

Continue nos acompanhando nas redes sociais e nos marque em todas as publicações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.