Destinos

Bandeira da Itália: Significado, História, Curiosidades e Turismo na Itália

Bandeira da Itália Significado e História

A bandeira da Itália é mundialmente conhecida como “Il Tricolore” (O Tricolor). Com três faixas verticais de igual largura em verde, branco e vermelho.

Hoje você vai conhecer tudo sobre a bandeira da Itália, sua história, curiosidades e o significado das cores. Aliás, você sabia que a bandeira que você conhece nem sempre foi a oficial do país europeu?

Conheça mais a história da bandeira da Itália

A história da bandeira italiana é muito interessante, está diretamente ligada aos complicados e até violentos desenvolvimento, políticos e sociais da Itália ao longo dos séculos. 

Por isso, para você ter uma ideia, antes da unificação da Itália no século XIX, a península italiana estava dividida em várias cidades-estado, reinos e territórios, cada um com os seus próprios símbolos e bandeiras.

Dessa maneira, praticamente cada cidade-estado tinha uma bandeira e elas eram muito poderosas. Por exemplo, Veneza, Gênova, Florença e os Estados Papais, entre outras. Dessa forma, as bandeiras carregavam símbolos e cores que representavam seus respectivos governantes ou alianças políticas.

Entretanto, um dos primeiros predecessores da atual e moderna bandeira italiana surgiu durante a era napoleônica. 

Ainda no ano de 1796, durante a campanha de Napoleão Bonaparte na Itália, o líder francês determinou que o tricolor francês (azul, branco e vermelho) deveria ser utilizado nas regiões que estavam controladas pela França, principalmente partes do norte da Itália. Com isso, as três cores da bandeira francesa serviram de inspiração para a da Itália.

Em 1797, Napoleão estabeleceu a República Cisalpina no norte da Itália, que adotou um tricolor horizontal de verde, branco e vermelho. Este foi um dos primeiros exemplos do padrão tricolor usado na Itália. 

Porém, no século XIX, à medida que os sentimentos nacionalistas cresciam em toda a Itália, surgiram vários movimentos revolucionários e sociedades secretas, defendendo a unificação e a independência da Itália do domínio estrangeiro. 

Muitos desses movimentos adotaram bandeiras com as cores verde, branco e vermelho, inspiradas no tricolor napoleônico.

Ocorre então o movimento de unificação italiana, conhecido como Risorgimento, resultando na formação do Reino da Itália em 1861 sob o comando do rei Victor Emmanuel II. 

Em 24 de junho de 1860, durante a Expedição dos Mil liderada por Giuseppe Garibaldi, uma força voluntária de nacionalistas que lutavam pela unificação italiana, a bandeira tricolor (verde, branca e vermelha) foi hasteada na Sicília como um símbolo do movimento.

Desse modo, o desenho atual da bandeira italiana, com listras verticais verdes, brancas e vermelhas, foi oficialmente adotado como bandeira nacional da Itália em 19 de junho de 1946, após a queda da monarquia e o estabelecimento da República Italiana após o fim da Segunda Guerra Mundial. 

É um design escolhido que serve para distinguir a bandeira italiana das bandeiras semelhantes de outros países, como Hungria e Bulgária, que também usavam tricolores horizontais de vermelho, branco e verde.

Chip internacional, Europa

merica Chip Conexão 5G

Quando você visitar a Itália, não esqueça de comprar o seu eSim ou chip Internacional. Eles são capazes de garantir conexão 5G ilimitada para você consultar mapas, postar nas suas redes sociais, assistir vídeos, buscar informações e sempre estar conectado do começo ao fim. 

Utilize um chip e se comunique com segurança, utilizando internet de alta velocidade que facilita a sua vida no exterior.

Saiba qual foi a primeira bandeira

 A Itália, como conhecemos hoje e sendo uma nação unificada, surgiu relativamente tarde na história, no século XIX. 

Como já foi  dito,  antes dessa unificação, a península italiana (península por estar cercada pelo mar dos dois lados) era dividida em várias cidades-estado, reinos e territórios. Sendo assim, cada um com tinha os seus próprios símbolos e bandeiras, por isso não existe uma ‘primeira bandeira’ única capaz de representar a Itália como um todo antes da unificação.

Curiosidades

Qual cor representa a Itália

A Itália celebra o Dia da Bandeira Nacional (Festa del Tricolore) em 7 de janeiro de cada ano. Esta é a data escolhida para comemorar a primeira adoção da bandeira tricolor pela República Cispadana em 1797, durante a era napoleônica.

Mundialmente conhecida, a bandeira italiana se tornou um símbolo também da moda. Sendo um país famoso por conta do design e da moda, o desenho tricolor da bandeira italiana está presente em várias roupas, acessórios, obras de arte e até logomarcas de empresas que representam a identidade e a herança italiana.

Toscana: Cultura, História e os 15 Melhores Pontos Turísticos

Significado das cores

Embora os significados específicos das cores da bandeira italiana tenham evoluído  e mudados ao longo do tempo, a explicação ‘oficial’ é a seguinte:

Verde: Representa a esperança, assim como a paisagem e as belezas naturais do país.

Branco: Simboliza a fé, a pureza e os picos nevados dos Alpes italianos.

Vermelho: Significa caridade, bem como o sangue derramado pelos patriotas na luta pela independência e unidade italiana.

Entretanto, ao longo dos anos, muitos debates acontecem em torno das variações em relação aos tons exatos de verde, branco e vermelho usados na bandeira. Diferentes interpretações e representações da bandeira podem apresentar tonalidades ligeiramente diferentes dessas cores.

Por fim, sobre a orientação vertical (três listras em pé), a explicação é que a bandeira italiana é normalmente exibida verticalmente, com a faixa verde no lado da talha. 

Esta orientação vertical é utilizada para distinguir o símbolo nacional italiano de muitas outras bandeiras nacionais, frequentemente exibidas horizontalmente.

Bandeira da Itália: Saiba a importância para a nação italiana

A bandeira da Itália é profundamente importante para os italianos e a nação por servir de símbolo da história, identidade e unidade. Além de ser um símbolo que representa o país, é o significado de união que mais chama a atenção. Quando falamos de Itália, tente imaginar que o país europeu era totalmente dividido e segregado.

Ou seja, a história da Itália é marcada por divisões regionais e séculos de dominação estrangeira. 

Por isso que sua bandeira tricolor, com as suas três faixas verticais verdes, brancas e vermelhas, representa a unidade e a solidariedade das diversas regiões e povos da Itália. Serve como um lembrete da importância da união enquanto nação, apesar das diferenças de língua, cultura e história.

Claro que a bandeira também evoca um sentimento de patriotismo e orgulho entre o povo italiano, que a exibe com reverência e respeito em feriados nacionais, celebrações e eventos esportivos.

Serve também para simbolizar as conquistas da Itália na arte, literatura, ciência e comércio, bem como as suas contribuições para a cultura e civilização mundial.

Similaridade da bandeira da Itália com a de outros países

Qual foi a primeira bandeira italiana

Por ser ‘simples’, a bandeira da Itália e suas três cores, é muito parecida com as bandeiras de vários outros países. 

Por exemplo, a bandeira do México (também com listras verticais verdes, brancas e vermelhas) é muito parecida com a da Itália, apesar de que a mexicana está organizada em uma ordem diferente.

Já a bandeira da Hungria consiste em listras horizontais vermelhas, brancas e verdes, que podem ter uma semelhança com a bandeira italiana quando vistas à distância. O mesmo ocorre com a bandeira da Bulgária, que possui as mesmas cores. Contudo, as listras das bandeiras desses dois países estão dispostas horizontalmente.

Por fim, a bandeira civil da Romênia,  frequentemente usada com a bandeira do estado, apresenta listras verticais em azul, amarelo e vermelho. Embora as cores sejam diferentes das da bandeira italiana, a disposição das listras verticais pode ter uma semelhança superficial e causar certa confusão.

Dicas de turismo na Itália

Visitar a Itália é uma grande oportunidade de viagem e turismo. O país europeu é lindo e suas cidades apresentam verdadeiros tesouros históricos em termos de arte e cultura, além da sua culinária  que impressiona. Ou seja, passear pela Itália é como estar em um museu a céu aberto onde cada cantinho tem uma grande importância.

E não pense somente em Roma quando falamos da Itália. De norte a sul, você tem a possibilidade de conhecer marcos históricos. Claro, é normal que o Coliseu e o Fórum Romano sejam as primeiras imagens que você tem na mente quando o assunto é Itália. 

Entretanto,  além de Roma, a antiga cidade de Pompeia, perto de Nápoles, a Torre Inclinada de Pisa e as ruínas da antiga Ostia Antica são outros locais lindos e históricos.

Algumas dicas incluem aproveitar a sua ida para a Itália para fazer compras. Sim, o país europeu é referência mundial de moda e você tem acesso a produtos de grife, roupas de couro de alta qualidade em capitais da moda como Milão e Florença. E se deslocar pela Itália é fácil, pois a rede de transportes públicos é eficiente e interligada.

Entretanto, tenha atenção para a sua segurança. Pois é, na Itália acontecem muitos furtos de ocasião, aqueles em que o ladrão aproveita da distração da vítima para roubar seus pertences. Em locais muito movimentados (Fontana di Trevi em Roma, por exemplo) muitos turistas são furtados.

Outra dica essencial é fazer um planejamento de viagem. Por ser um país extremamente turístico e receber milhões de visitantes, os monumentos, museus e atrações costumam estar sempre lotadas. Então, o ideal é planejar seu itinerário com alguma antecedência e até fazer compra dos tickets pela internet para evitar transtornos. 

Melhor época para conhecer

Tenha em conta que, independentemente do mês do ano que você for visitar a Itália, o país vai estar cheio de turistas. Todos os anos, milhões de pessoas incluem a Itália no seu roteiro de viagem, porém nos meses de verão tudo fica muito (mas muito mesmo) movimentado e cheio.

É que, além dos turistas habituais de diferentes partes do mundo, nos meses de verão os europeus costumam viajar pelo continente e lotam os aeroportos e cidades mais turísticas, está sempre cheio, o ideal é escolher a melhor época tendo em conta os dias mais longos e ensolarados dos meses da primavera e do verão na Europa.

Incríveis cidades turísticas da Itália

Aproveite para conferir algumas cidades turísticas que você precisa incluir no seu roteiro quando estiver na Itália:

Veneza

Falar de Veneza é fácil e nem é preciso dizer que é uma das cidades que precisa estar no seu roteiro de viagem para a Itália. 

Além de romântica, é uma cidade histórica e por lá você pode (e deve) visitar a Praça de São Marcos (Piazza San Marco), onde fica a Basílica de São Marcos, o Palácio Ducal (Palazzo Ducale) e aproveitar para fazer um passeio romântico de gôndola pelos canais de Veneza.

Pisa

Qual é o significado da bandeira da Itália
Qual é o significado da bandeira da Itália

Obviamente que, quando você for visitar Pisa, o seu maior interesse está na famosa torre inclinada que é um símbolo da Itália. Contudo, após visitar a Torre de Pisa, entre no Duomo de Pisa (catedral) que é maravilhosa. 

Por conta da proximidade, conheça o Batistério (Battistero di San Giovanni) e o Camposanto Monumentale (Cemitério Monumental). É uma cidade pequena, por isso caminhe pelo seu centro histórico e aproveite a calmaria de uma cidade do interior da Itália.

Milão

Milão é a capital italiana da moda e do design, entretanto quando você visitar a cidade, aproveite para começar pela Duomo di Milano (catedral), depois a Galleria Vittorio Emanuele II e também conheça a obra da Última Ceia de Leonardo da Vinci que fica no refeitório do Convento de Santa Maria delle Grazie.

Roma

A capital italiana é um legítimo museu a céu aberto. Por isso, visitar Roma, a Cidade Eterna, é uma oportunidade incrível e única de mergulhar na cultura e história da Europa e do mundo. 

Comece pelo centro da cidade e explore o Coliseu, o Fórum Romano e o Monte Palatino. Inclua o Vaticano e entre na Basílica de São Pedro, obra-prima de Michelangelo, e os Museus do Vaticano, que abriga a Capela Sistina e inúmeros tesouros de arte e história.

Conheça mais de Roma: Atrações, História e Dicas de Turismo

Florença

Aproveite para visitar Pisa e Florença na mesma viagem. As cidades são vizinhas e em Florença você estará no berço do Renascimento. Dessa maneira, você encontra obras-primas deste período por toda a cidade. 

A Catedral de Florença (Duomo) com sua impressionante cúpula de Brunelleschi, por exemplo, mas também a Galeria Uffize e a Galeria Accademia onde está a obra-prima de Michelangelo, a estátua de David. 

Conheça também a Ponte Vecchio e caminhe por Florença. A cidade é linda, bem cuidada e impressiona!

Florença: Cultura e 15 Atrações Turísticas

Conclusão

A bandeira italiana é um símbolo da Itália, mas um ícone mundial. Quando você estiver passeando pelo país europeu, vai se deparar muitas vezes com a bandeira e perceber que ela é um poderoso símbolo de identidade nacional, unidade e orgulho. 

Aliás, nos principais pontos turísticos da Itália, você sempre verá a bandeira do país e, provavelmente, suas fotos serão complementadas por ela.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar

Malibu, um Paraíso à Beira-Mar: Curiosidades, Clima, Praias e Vida Noturna

Vai Viajar? Simule seu plano de internet

arrow-dropdown.png
arrow-dropdown.png
arrow-dropdown.png
arrow-dropdown.png

Se Encante por Toscana: Cultura, História e os Melhores Pontos Turísticos

Os Melhores Parques de Orlando: Novidades, Inaugurações e Atrações Além dos Parques

Leia mais

A cidade de Bilbao fica na Espanha, mais precisamente no País Basco, no norte do país europeu. Além disso, é conhecida por conseguir misturar seu patrimônio industrial com um renascimento cultura(...)

Leia mais

Conhecer os riscos associados à internet grátis no exterior é importante antes de escolhê-la como sua opção de conectividade internacional. Entenda por que um bom chip internacional confiável faz(...)

Leia mais

A cultura e a história do Camboja são riquíssimas e, apesar de similares às de outros países do Sudeste Asiático em alguns sentidos, é fato: ambas são únicas – e você precisa conhecê-las. N(...)

Leia mais

O chip de celular Bermudas oferece aos viajantes o acesso à internet 5G (e outras gerações de rede móvel) e a outros serviços telefônicos nos territórios ultramarinos britânicos no Caribe.  Vai p(...)

Leia mais

A oitava maior cidade da Califórnia é o destino ideal para os mais variados estilos de viagem. Viva o melhor dos Estados Unidos em uma de suas cidades mais diversificadas: Oakland!  Vizinha (...)

Leia mais

Um roteiro bem planejado transforma qualquer viagem à Capital do Entretenimento Mundial – que, por sinal, vai muito além de seus cassinos. Conheça Las Vegas!  Não há destino como Las V(...)

Leia mais

A cidade de Split fica na Croácia e é a segunda maior do país, atrás somente da capital Zagrebe. Localizada na costa oriental do Mar Adriático, na região da Dalmácia, ela consegue combinar sua hi(...)

Leia mais

Simplifique seu dia a dia e suas tarefas diárias através de um relógio inteligente confiável, que conta com funcionalidades avançadas, integração com smartphones e outros dispositivos, monitorame(...)

Leia mais
(function(e,t,o,n,p,r,i){e.visitorGlobalObjectAlias=n;e[e.visitorGlobalObjectAlias]=e[e.visitorGlobalObjectAlias]||function(){(e[e.visitorGlobalObjectAlias].q=e[e.visitorGlobalObjectAlias].q||[]).push(arguments)};e[e.visitorGlobalObjectAlias].l=(new Date).getTime();r=t.createElement("script");r.src=o;r.async=true;i=t.getElementsByTagName("script")[0];i.parentNode.insertBefore(r,i)})(window,document,"https://diffuser-cdn.app-us1.com/diffuser/diffuser.js","vgo"); vgo('setAccount', '652428075'); vgo('setTrackByDefault', true); vgo('process');
Clique aqui e tire suas dúvidas 24h