Mundo

Monte Fuji: História, Cultura Local, Espiritualidade e Turismo

monte fuji

Conheça mais sobre o Monte Fuji — a montanha mais alta do Japão — e entenda mais sobre sua história e o significado de sua espiritualidade em seu país de origem (e ao redor do mundo).

O Monte Fuji, um verdadeiro ícone no Japão (e fora dele), é, nada mais nada menos do que, a montanha mais alta do país — e um vulcão ativo, embora não tenha entrado em erupção desde 1707. 

Este ponto turístico é um símbolo cultural, espiritual e turístico que cativa todos que o contemplam. Neste artigo, vamos explorar a história, a cultura local e a espiritualidade que fazem do Monte Fuji um destino tão importante e, claro, tão visitado no Japão.

Conheça mais sobre o Monte Fuji

O Monte Fuji, carinhosamente chamado de “Fuji-sa”” pelos japoneses, é uma montanha com 3.776 metros de altura. 

Você sabia que “san” (山) significa “montanha” em japonês? Sendo assim, Fuji-san é uma maneira respeitosa (e comum) de se referir a este ponto turístico que carrega tanta história consigo. 

O uso de “san” é uma forma de mostrar reverência e respeito pela montanha, considerada sagrada por muitas pessoas no Japão e no mundo devido às suas conexões espirituais e culturais. 

Sua forma cônica domina a paisagem, transformando-o em um ponto de referência inconfundível na região. No entanto, vale ressaltar que sua importância vai muito além de seu formato e, consequentemente, de seu aspecto físico.

Onde fica localizado

Localizado na ilha de Honshu, o Monte Fuji fica a oeste de Tóquio e Yokohama. Sua localização estratégica o torna um destino popular para os turistas que desejam explorar a beleza natural do Japão — e mergulhar na cultura local do país.

Dimensões e escala

Com uma altura impressionante de quase 4.000 metros, o Monte Fuji oferece vistas de tirar o fôlego —  tanto do topo como da base. A escalada pode ser desafiadora, mas a recompensa de assistir o amanhecer ou o entardecer lá de cima não possui preço algum.

A escala de uma montanha refere-se à medição da altura ou altitude da montanha acima do nível do mar, ou de um ponto de referência. Em outras palavras, a escala indica quão alta a montanha é em relação à superfície da Terra.

No caso do Monte Fuji, a sua escala, medida em metros, é conhecida por ter uma altitude de 3.776 metros acima do nível do mar. 

O Lago Ashi

monte fuji turismo

O Monte Fuji é frequentemente associado ao Lago Ashi, que fica em suas proximidades. Uma dica: o roteiro perfeito para um dia na ilha de Honshu inclui visitas ao Monte Fuji e ao Lago Ashi, já que o Monte fica refletido nas águas do Lago.

Os passeios de barco pelo Lago Ashi são uma atividade popular entre os turistas, e, além dos passeios regulares de barco, há também cruzeiros temáticos disponíveis no Lago Ashi. Alguns oferecem entretenimento ao vivo a bordo, enquanto outros incluem jantar a bordo.

O Lago Ashi faz parte de uma rede de transporte na região de Hakone, e você pode chegar até ele utilizando o Hakone Tozan Railway, o teleférico da região e até mesmo o famoso Shinkansen (trem-bala) que conecta Tóquio a Odawara.

Entenda mais sobre a espiritualidade do Monte Fuji

O Monte Fuji, além de sua impressionante presença geográfica, é um local muito ligado à espiritualidade japonesa. 

Agora, exploraremos o significado espiritual que envolve o Fuji-san, revelando sua história, as culturas que o veneram e o papel essencial que desempenha como um objeto sagrado e local de peregrinação.

História e culturas envolvidas

O Monte Fuji tem uma longa história de influência na cultura japonesa. Ele é mencionado em escritos antigos, como o Kojiki e o Nihon Shoki, por exemplo, que são algumas das fontes mais antigas de mitologia japonesa. 

Além disso, tanto o xintoísmo quanto o budismo têm tradições que se entrelaçam com o Monte Fuji. Para o xintoísmo, a montanha é considerada um lugar de habitação de divindades, enquanto o budismo o vê como um local de iluminação espiritual.

Um objeto sagrado para muitos

O Monte Fuji é reverenciado por muitos japoneses e estrangeiros como um local sagrado. É um símbolo de purificação e renovação espiritual. 

Ao longo dos séculos, pessoas têm vindo a esta montanha em busca de inspiração, orientação e conexão com o divino. A crença na espiritualidade do Monte Fuji continua a ser uma parte importantíssima da cultura japonesa contemporânea.

Um lugar de peregrinação

Para aqueles que buscam por uma experiência espiritual profunda, o Monte Fuji é um local importante quando se trata de peregrinação. 

Muitos peregrinos optam por realizar a jornada de escalada, seja para expressar gratidão, purificar-se de pecados ou buscar iluminação. Subir o Monte Fuji é visto como uma jornada de autodescoberta e transcendência espiritual, proporcionando uma conexão única entre o indivíduo e o divino.

Saiba por que o Monte Fuji é uma maravilha geográfica

Você sabe o porquê do Monte Fuji ser considerado uma maravilha geográfica ao redor do mundo todo? A America Chip pode te explicar. 

Pouco lugares no mundo reúnem belezas naturais únicas e espiritualidade, visitar então o monte Fuji é poder contemplar a grandiosidade da natureza ao mesmo tempo que faz uma viagem interior de autoconhecimento. Por isso conheça mais sobre esse destino: 

Como visitar o Monte Fuji

monte fuji onde fica

Para visitar o Monte Fuji, você pode chegar de carro, trem, ônibus à região de Hakone ou à cidade de Kawaguchiko, que ficam próximas à montanha. 

Se você estiver em outras cidades próximas, como Osaka ou Kyoto, pode pegar um trem-bala (Shinkansen) para Tóquio e, em seguida, seguir as opções de transporte mencionadas acima. Durante a temporada de escalada (geralmente de julho a setembro), as trilhas estão abertas para a subida. 

Uma vez na região do Monte Fuji, você pode usar trens locais, ônibus ou táxis para se locomover e acessar as trilhas de escalada, o Lago Ashi e outras atrações. Certifique-se de verificar os horários de transporte, especialmente durante a temporada de escalada, para planejar sua visita com antecedência.

Excursões

Muitos viajantes optam por participar de excursões organizadas para visitar o Monte Fuji. Essas excursões costumam incluir transporte, guias experientes e itinerários bem planejados. 

É uma ótima opção para quem busca por uma experiência local com direito a informações e curiosidades adicionais sobre a história e a cultura da região.

Visitas guiadas

Se você preferir uma experiência ainda mais personalizada, pode considerar contratar um guia local para levá-lo ao Monte Fuji. 

Os guias podem fornecer informações e curiosidades únicas sobre a montanha, sua espiritualidade e cultura, tornando a sua visita ainda mais enriquecedora — e também podem adaptar o passeio às suas preferências individuais.

Conclusão

E, para finalizar, ficou claro que o Monte Fuji não só deve, como precisa estar no seu itinerário de viagem pelo Japão, certo?

Devido à sua localização e à densa névoa que às vezes o envolve, o Monte Fuji pode parecer desaparecer temporariamente de vista, criando um fenômeno conhecido como “Fuji-san no Tobosaku” ou “desaparecimento do Fuji.”

Nas trilhas de escalada do Monte Fuji, a areia vulcânica varia de cor, com tons que vão de preto a vermelho. Cada cor tem seu próprio nome, como “Ai-ai-gaeshi” (volta azul) e “Aka-aka-gaeshi” (volta vermelha).

E, como você já deve imaginar, o Monte Fuji é tão importante para a cultura japonesa, que é  usado como símbolo de identidade na arte, na moda e até mesmo na publicidade do país — e, por esse e tantos outros motivos, ele precisa estar em seu roteiro de viagem.

Tanoshī tabi o (faça uma boa viagem)!

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar

Laos, Um Destino Apaixonante: Gastronomia e Pontos Turísticos

Vai Viajar? Simule seu plano de internet

arrow-dropdown.png
arrow-dropdown.png
arrow-dropdown.png
arrow-dropdown.png

Butão: Pontos Turísticos, Cultura, História e Curiosidades [Guia 2024]

O Melhor de Ottawa: Atrações Turísticas, Vida Noturna, Custos e Como Economizar

Leia mais

Veja quais são os cuidados necessários para viajar ao exterior com tranquilidade.  Para realizar uma viagem internacional com tranquilidade é necessário realizar um planejamento rigoroso. É claro(...)

Leia mais

A ilha de Santorini, na Grécia, é mundialmente conhecida e você com certeza também ouviu falar dela. Sabe aquela ilha de mar azul-turquesa com casinhas brancas e teto azul? Pois é, essa e a ilha (...)

Leia mais

Conheça o Laos — um país da Ásia, que, apesar de não ter saída para o mar, conta com uma culinária que, sem dúvidas, deixará saudades pós-viagem — e além dela, acredite: ainda há muito o que se v(...)

Leia mais

Conheça Colmar, um destino francês menos conhecido, mas riquíssimo em cultura, gastronomia, história e, não menos importante: vinícolas! Visitar Colmar, que fica na Alsácia, na França, leva qualq(...)

Leia mais

Conheça Israel, o país que, além de Santo, é muito mais: é história, cultura, política, economia, inovação, tecnologia e turismo. Israel é uma jornada através do tempo e da fé. Este país, pequeno(...)

Leia mais

O Espaço Schengen é uma  área criada em decorrência do acordo de Schengen que garante a  livre-circulação de pessoas entre os países membros. O Tratado de Schengen tem como foco as polí(...)

Leia mais

Conheça San Andrés, uma ilha pertencente à Colômbia, e entenda de uma vez por todas porque ela é muito mais do que “apenas mais um destino no Caribe”.  San Andrés definitivamente não é apena(...)

Leia mais

O 6G promete causar uma grande mudança no universo tecnológico e na indústria de telecomunicações que conhecemos hoje. Com velocidades ultra rápidas, comunicação por terahertz e uma ligação com a(...)

Leia mais
Clique aqui e tire suas dúvidas 24h