Atrações Internacionais

Castelo de Windsor: Curiosidades, Visitação, Agendamentos e Valores

Castelo de Windsor

O Castelo de Windsor na Inglaterra é um dos mais famosos e antigos do mundo que continua sendo habitado.

O local serviu como residência dos reis e rainhas britânicos por mais de 900 anos, possui uma arquitetura deslumbrante, que mistura diversos estilos: medievais, georgianos e vitorianos.

Além disso, o castelo continua sendo uma residência ativa da família real britânica e hoje você vai descobrir tudo sobre ele, confira a seguir e veja várias dicas para montar seu roteiro de viagem na Europa. 

Principais informações do Castelo de Windsor

Agora, aproveite para descobrir as principais informações sobre o Castelo de Windsor:

Onde fica 

O Castelo de Windsor fica na cidade histórica de Windsor, que fica no Royal Borough of Windsor e Maidenhead, em Berkshire, Inglaterra. Aliás, ele está posicionado num local estrategicamente elevado acima da margem sul do rio Tâmisa e fica a pouco mais de 30 quilômetros a oeste do centro da capital inglesa, Londres.

Por isso, você consegue chegar lá facilmente de trem, carro ou ônibus de Londres e de outras cidades próximas. Além disso, a cidade de Windsor é tão associada ao castelo que se desenvolveu em torno da residência real. Também é um destino turístico popular, não só pelo castelo, mas também pelas suas encantadoras ruas, lojas, restaurantes e outras atrações.

Quando foi construído

A construção do Castelo de Windsor iniciou no século XI, depois da invasão normanda da Inglaterra em 1066. Inicialmente o castelo era uma estrutura de madeira erguida por volta de 1070 como parte da estratégia de controlar e consolidar o poder do Rei sobre as terras recém-conquistadas.

Com o passar do tempo, o castelo evoluiu e passou por reformas, ampliações e reconstruções significativas, resultando na grande fortaleza e palácio de pedra que hoje existe. Ele também foi modificado continuamente e melhorado pelos monarcas subsequentes ao longo da sua longa história.

Faça a EuroTrip da Sua Vida: Roteiros, Custos e Pacotes

Protagonismo na história

O papel de liderança do Castelo de Windsor na história é vasto e multifacetado, abrangendo mais de 900 anos de monarquia britânica. Alguns dos aspectos notáveis ​​de seu significado histórico incluem:

Residência Real: O Castelo de Windsor tem sido a residência principal dos monarcas britânicos desde a sua construção. Serviu como residência, fortaleza e símbolo do poder real, sendo a residência preferida de muitos reis e rainhas ao longo da história.

Importância Estratégica: Posicionado estrategicamente perto de Londres e ao longo do Rio Tâmisa, o Castelo de Windsor teve importância estratégica na defesa contra invasões e revoltas, servindo como uma fortaleza chave e refúgio real em tempos de conflito.

Eventos e cerimônias reais: O castelo tem sido cenário de vários eventos reais, cerimônias e funções de estado importantes. Isso inclui casamentos, banquetes de estado, investiduras e recepções oficiais.

Eventos históricos: O Castelo de Windsor testemunhou vários eventos históricos, como o Rei João assinando a Carta Magna em 1215 dentro de suas muralhas e sendo um reduto monarquista durante a Guerra Civil Inglesa no século XVII.

Legado Cultural: A arquitetura do castelo, a coleção de arte e a Capela de São Jorge (uma obra-prima da arquitetura gótica) contribuem para o seu significado cultural. Abriga um extenso acervo de arte, incluindo obras de artistas renomados.

Atração Turística: Sendo um dos marcos mais emblemáticos e visitados do Reino Unido, o Castelo de Windsor atrai milhões de turistas anualmente, contribuindo significativamente para a economia local e preservando o seu legado histórico.

Continuidade e Simbolismo: O castelo simboliza a continuidade da monarquia britânica, sobrevivendo a séculos de mudanças e convulsões. Continua a ser um símbolo da herança da nação e da presença duradoura da família real.

Desse modo, o papel de liderança do Castelo de Windsor na história reside no seu estatuto de residência real, na sua importância estratégica, no seu significado cultural e arquitetônico e no seu papel duradouro como símbolo da monarquia e da história britânicas.

Fatos curiosos sobre o Castelo de Windsor

castelo de windsor pegou fogo

Confira fatos curiosos sobre o Castelo de Windsor:

01 – Residencia real

O Castelo de Windsor é uma das principais residências reais da monarquia britânica há mais de 900 anos. Por isso, podemos dizer que é um dos maiores e mais antigos castelos ocupados do mundo, servindo como residência, fortaleza e local cerimonial para monarcas desde a sua construção feita pelo Rei Guilherme, o Conquistador, no século XI.

Sendo assim, muitos monarcas preferiram o Castelo de Windsor como residência por conta da proximidade estratégica de Londres. Entretanto, é um retiro de fim de semana preferido por várias gerações da realeza. Por lá estão os apartamentos de Estado que são grandiosos e ricamente decorados.

02 – História do fazendeiro George

O Rei George III ficou conhecido como “Fazendeiro George” e teve uma ligação profunda com o Castelo de Windsor durante seu reinado. Aliás, a sua relação com o castelo foi significativa, especialmente durante os últimos anos da sua vida, quando a sua saúde piorou.

George III ascendeu ao trono em 1760 e governou durante um período que abrangeu a Guerra Revolucionária Americana. Entretanto, mesmo com uma grande popularidade inicialmente, sua saúde mental foi piorando nos últimos anos de seu reinado devido ao que hoje se acredita ser uma doença genética do sangue chamada porfiria.

Porém, o Rei George III tinha um grande carinho pela vida rural e passava grande parte do tempo no Castelo de Windsor. Com muito interesse pela agricultura, daí o apelido de “Fazendeiro George”, o monarca supervisionou as melhorias agrícolas na propriedade do castelo e desempenhou um papel ativo na gestão das terras agrícolas em volta da fortaleza.

03 – Enterros importantes

A Capela de São Jorge que fica no Castelo de Windsor é o local de sepultamento de inúmeras figuras importantes da história britânica. Por lá foram enterrados monarcas, consortes e outras pessoas notáveis como, por exemplo, o Rei Henrique VIII. Conhecido como o monarca Tudor, é um dos reis mais famosos da Inglaterra.

Outra pessoa importante foi Jane Seymour, a terceira esposa do rei Henrique VIII e mãe de seu único herdeiro homem, o rei Eduardo VI. Ela está enterrada ao lado de Henrique VIII na Capela de São Jorge após sua morte em 1537. O Rei Charles I, que foi executado durante a Guerra Civil Inglesa (1649), foi enterrado temporariamente na Capela de São Jorge após sua execução.

O Rei George VI, pai da Rainha Elizabeth II, também foi enterrado na Capela Memorial do Rei George VI, localizada dentro da Capela de São Jorge, após sua morte em 1952.

A Rainha Elizabeth (Rainha Mãe) também foi sepultada ao lado de seu marido (Rei George VI), após seu falecimento em 2002.

O Príncipe Philip, Duque de Edimburgo, marido da Rainha Elizabeth II e o consorte mais antigo de um monarca britânico reinante, foi sepultado no Royal Vault na Capela de São Jorge em abril de 2021. Além dos monarcas e seus consortes, várias outras pessoas importantes, incluindo membros da família real e indivíduos com papéis significativos na história britânica.

04 – A Casa de Bonecas

A Casa de Bonecas do Castelo de Windsor é uma extraordinária réplica em miniatura de uma grande mansão inglesa. Foi criada como um presente luxuoso para a Rainha Mary, esposa do Rei George V, entre 1921 e 1924. O Sir Edwin Lutyens, um renomado arquiteto britânico, projetou a casa de bonecas, e ela foi feita por vários artistas e artesãos qualificados.

Esta casa de boneca é uma obra de arte complexa, apresentando incrível atenção aos detalhes e ao trabalho artesanal. Medindo cerca de 1,5 metros de altura e 2,7 metros de comprimento, ela reproduz uma casa aristocrática com precisão meticulosa.

Ela é totalmente mobiliada com réplicas em miniatura de itens reais, incluindo móveis, livros, pinturas e utensílios domésticos.

05 – Ataques superados

O Castelo de Windsor passou por vários ataques e também por períodos de conflito ao longo da sua longa história. No século XII, durante a guerra civil conhecida como “A Anarquia”, a fortaleza enfrentou cercos. Na Guerra Civil Inglesa, no século XVII, ele foi um reduto monarquista e forças parlamentares sitiaram o castelo, que foi brevemente capturado em 1642, antes de ser retomado pelas tropas monarquistas.

Já em 1992, aconteceu o grande incêndio de Windsor. Ele começou no Castelo de Windsor e causou danos significativos a partes do castelo, especialmente na Ala Superior. O incêndio destruiu o St. George’s Hall e danificou gravemente os Apartamentos de Estado.

06 – Nome da família real

A família real associada ao Castelo de Windsor é a família real britânica, também conhecida como Casa de Windsor. O nome “Windsor” foi adotado como sobrenome da família real em 1917 pelo rei George V, substituindo o nome germânico anteriormente usado “Saxe-Coburgo e Gotha” devido ao sentimento anti-alemão durante a Primeira Guerra Mundial.

Saiba como fazer uma visita ao Castelo de Windsor

Caso você queira visitar o Castelo de Windsor durante a sua viagem para Inglaterra, você pode seguir alguns passos, confira essas dicas:

Verifique os horários de funcionamento: Antes de planejar sua visita, consulte o site oficial do Castelo de Windsor ou entre em contato com as informações do visitante para verificar o horário de funcionamento e eventuais fechamentos devido a eventos especiais ou manutenção.

Viajar para Windsor: é fácil chegar ao Castelo de Windsor de trem, ônibus ou carro. Saindo de Londres, os trens circulam regularmente das estações London Paddington ou Waterloo para as estações Windsor & Eton Central ou Windsor & Eton Riverside. De carro, Windsor fica a aproximadamente 30-45 minutos de carro do centro de Londres, dependendo do trânsito.

Entrada e Segurança: Na chegada, você passará por verificações de segurança. Bolsas e mochilas grandes podem não ser permitidas no interior; por isso, é aconselhável viajar com pouca bagagem ou verificar se há armários disponíveis para armazenamento.

Conheça o Castelo: Uma vez lá dentro, conheça as várias seções do castelo, incluindo os Apartamentos de Estado, a Capela de São Jorge, a Casa de Bonecas da Rainha Maria e os arredores e jardins do castelo. Você pode participar de visitas guiadas ou explorar no seu próprio ritmo usando os guias de visitantes fornecidos.

Atendimento ao visitante: O Castelo de Windsor oferece guias de áudio, que fornecem informações sobre a história do castelo e pontos de interesse importantes. Há também lojas de presentes e cafés nos terrenos do castelo para bebidas e lembranças.

Regras e cuidados: Siga as orientações e instruções fornecidas pela equipe, principalmente em relação à fotografia, áreas restritas e manutenção do decoro em locais de culto como a Capela de São Jorge.

No geral, uma visita ao Castelo de Windsor na Inglaterra oferece um vislumbre fascinante da história, arte e arquitetura britânicas, ao mesmo tempo que experimenta a grandeza de uma das residências reais mais emblemáticas do mundo.

Agendamento

O ideal é fazer a compra dos ingressos de forma antecipada. Por isso, você pode comprar os bilhetes antes pelo site oficial do Royal Collection Trust ou na chegada na bilheteria do castelo. O ideal é reservar com antecedência, especialmente durante a alta temporada turística (meses de verão), para garantir o horário de sua preferência.

Horários e dias

O Castelo de Windsor está aberto para visitação durante todo o ano, exceto em determinadas datas, por exemplo, quando está fechado para eventos especiais ou durante o período de Natal.

O horário de funcionamento do castelo é:

  • Todos os dias das 10h às 15h de 1 de novembro a 28 de fevereiro.
  • Todos os dias das 10h às 16h de 1 de março a 31 de outubro.

Entretanto, tenha atenção, pois os horários podem variar, especialmente em datas específicas, feriados ou devido a circunstâncias imprevistas. Por isso, o ideal é consultar sempre o site oficial para ter acesso às informações mais atualizadas sobre dias e horários de funcionamento antes de planejar sua visita.

Tour pela Europa: Os 20 Melhores Roteiros [Guia Definitivo]

Descubra quanto é para conhecer o Castelo de Windsor

castelo de windsor quem mora

Os valores para visitar o Castelo de Windsor são:

  • Adultos: £28 (compra antecipada) – £30 (na hora);
  • Jovens (18 a 24 anos): £18 | £19,50;
  • Crianças (5 a 17 anos): £15,50 | £16,50;

Crianças menores de 5 anos não pagam.

Os Melhores Pontos Turístico da Europa [Guia]

Conclusão

Se você acompanha e gosta da Família Real Britânica, você precisa visitar o Castelo de Windsor. O local tem um significado histórico que abrange mais de 900 anos dos monarcas britânicos.

Além disso, conta com uma arquitetura deslumbrante e, durante sua visita, é possível conhecer os Apartamentos de Estado, a Capela de São Jorge e os jardins reais.

Sem contar que ele continua sendo uma residência real ativa, ou seja, é frequentemente usado pela família real britânica para eventos e cerimônias oficiais. Por lá também estão tesouros culturais e a fortaleza abriga uma coleção impressionante de arte, móveis e artefatos históricos.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar

O Melhor do Coliseu: História, Curiosidades, Estrutura e Dicas de Turismo

Vai Viajar? Simule seu plano de internet

arrow-dropdown.png
arrow-dropdown.png
arrow-dropdown.png
arrow-dropdown.png

Leia mais

Genebra, na Suíça, é cosmopolita, com belas paisagens e considerada uma das mais vibrantes do mundo. Confira, neste artigo, dicas de turismo incríveis! Situada na ponta sudoeste do Lago de Genebr(...)

Leia mais

Você já conhece Belize? Este país é um destino único na América Central, repleto de cultura, gastronomia excepcional e atrações inesquecíveis. Imagine poder conhecer novas culturas, uma nova culi(...)

Leia mais

A Argentina é um destino barato para visitar e muito próximo do Brasil. Mas os destinos vão muito além de Buenos Aires. Existem muitas opções de cidades incríveis para visitar na Argentina como M(...)

Leia mais

Veja quais são os cuidados necessários para viajar ao exterior com tranquilidade.  Para realizar uma viagem internacional com tranquilidade é necessário realizar um planejamento rigoroso. É claro(...)

Leia mais

A ilha de Santorini, na Grécia, é mundialmente conhecida e você com certeza também ouviu falar dela. Sabe aquela ilha de mar azul-turquesa com casinhas brancas e teto azul? Pois é, essa e a ilha (...)

Leia mais

Conheça o Laos — um país da Ásia, que, apesar de não ter saída para o mar, conta com uma culinária que, sem dúvidas, deixará saudades pós-viagem — e além dela, acredite: ainda há muito o que se v(...)

Leia mais

Conheça Colmar, um destino francês menos conhecido, mas riquíssimo em cultura, gastronomia, história e, não menos importante: vinícolas! Visitar Colmar, que fica na Alsácia, na França, leva qualq(...)

Leia mais

Conheça Israel, o país que, além de Santo, é muito mais: é história, cultura, política, economia, inovação, tecnologia e turismo. Israel é uma jornada através do tempo e da fé. Este país, pequeno(...)

Leia mais
Clique aqui e tire suas dúvidas 24h